Azar, Ônibus, Humor Ácido

Seu Carlos

baddriversign

Tenho uma relação de amor e ódio com os ônibus, pois aqui nascem grandes histórias minhas. E segunda passada, não foi diferente.

Na primeira grande curva do trajeto até a Barra da Tijuca meu ônibus freou bruscamente e evitou chocar-se contra a mureta que separava a pista do esgoto proveniente de todos os luxuosos condomínios da zona oeste. O que era um alento, pois dificilmente morreríamos afogados com toda aquela merda já solidificada lá embaixo.

Os adoráveis passageiros do ônibus gritaram aterrorizados, menos eu que escutava Highway To Hell naquele momento. Já bem acostumado a essas barbaridades dos motoristas cariocas não me assustei, mas diante de tantos gritos me sentir impelido a dizer algo. Tirei os fones e disse:

– Ahhhh! – mas fui um péssimo ator. A frase saiu baixa e sem dramaticidade. E me senti um idiota.

Aquela não foi a única peripécia do Seu Carlos na condução daquele ônibus. Ele ainda freou muitas e muitas vezes em cima de diversos carros e passou por cima de alguns cones no acostamento da auto estrada que liga a linha amarela a Barra. Quando desci do ônibus ele pediu desculpas, tinha perdido uma das lentes do óculos que usava.

Uma semana depois e ainda me pergunto se aqueles passageiros chegaram vivos em seus trabalhos. E Seu Carlos? Bem, ele que vá para o Inferno!

Anúncios
Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s