Azar

Vida Cruel

maxresdefault

Aqui no RJ alguns ônibus demoram mais do que uma ida a Marte para passarem. Logo, perder um deles é desistir de qualquer compromisso com hora marcada.

Então, nesta manhã fui forçado a me tornar o Usain Bolt do subúrbio assim que avistei um desses ônibus ‘passa nunca’. Pulei poça d’água, desviei de cachorro, desviei de pessoas na fila do cachorro quente (de manhã cedo e o povo comendo isso) e esperei impacientemente uma velhinha sair da frente para poder acelerar o passo. O ônibus já tinha saído do ponto, mas alcancei a traseira aos tapas.

Com a garganta seca pela corrida e tentando retomar o fôlego perguntei ao motorista:

– Esse é o ônibus 348?
– Não, é o 338. – respondeu.

Molhado de suor, recuei e vi o ônibus se afastar. Fui pra fila do cachorro quente.

 

Anúncios
Padrão

2 comentários sobre “Vida Cruel

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s